Como a pesquisa de satisfação mensura o sucesso de um evento?

plateia assistindo a evento corporativo ilustra artigo sobre pesquisa de satisfação para eventos

À primeira vista, mensurar o sucesso de um evento a partir de uma pesquisa de satisfação pode parecer tarefa difícil. Afinal, fatores subjetivos influenciam a demonstração da satisfação do público. Transformar esta percepção pessoal em informação foge ao que estamos acostumados a contabilizar.

Mas quer um conselho? Deixe esta ideia pré-concebida de lado! Realizar pesquisa de satisfação em eventos não só é muito possível como, também, é fator determinante para o sucesso da marca.

Esse artigo tem como objetivo te dar dicas sobre como utilizar esse instrumento para mensurar o sucesso de seu evento. Lembre-se: traduzir satisfação em dados é elemento estratégico fundamental para o êxito da iniciativa.

Vale ressaltar que esse tipo de entrevista não deve ser feito apenas ao seu final. O indicado, aliás, é coletar dados durante a programação, sempre que possível. Este tipo de observação de resultados costuma ser muito mais eficiente do que os tradicionais questionários distribuídos aos participantes.

Por que? Vou te explicar; mas, antes, tem uma dica básica que eu preciso colocar na sua mesa:

Comece por aqui: o método da pesquisa de satisfação deve dialogar com a proposta do evento

Respondendo à questão anterior: questionários são úteis, mas leve em consideração que apenas uma pequena parcela do público se dispõe a respondê-los. Quando acontece, em geral, é quando as pessoas estão indo embora do local.

O problema é que, nesse momento, nem sempre as informações cobrem aspectos importantes que deveriam ser levados em consideração. Feedbacks gerados em tempo real permitem que ajustes necessários sejam realizados a tempo.

Qual o benefício disso? Simples: ao reajustar a rota enquanto a viagem acontece, a realizadora do evento aumenta suas chances de atingir os objetivos propostos e idealizados para ele.

Avaliar o comportamento dos participantes, considerando o tempo médio de permanência nos stands, ou número de leads gerados pelos expositores, é mais efetivo que apenas analisar respostas em questionários de pesquisa de satisfação.

Até aí, tudo bem… mas o que fazer com todos esses dados?

Mensuração como estratégia de melhoria

Muitas vezes os organizadores deixam de mensurar resultados por medo de uma possível comprovação de que os objetivos não foram atingidos. Um total de zero pessoas ganha com isso. Afinal, deixar de perguntar o que as pessoas acham do evento é perder a oportunidade de adotar estratégias que combatam as causas deste “fracasso”.

E, cá entre nós, conhecer as insatisfações é a única maneira de superá-las. Se você não sabe onde está o erro, não é possível corrigi-lo.

Portanto, é essencial trazer a pesquisa de satisfação aos eventos como instrumento de identificação de falhas que visa a melhorias. Nesse caso, o erro é uma indicação do que pode ser acerto. Mensurar resultados permite total conhecimento das forças e fraquezas da programação disposta.

Nunca se esqueça que dados objetivos permitem a você comunicar suas forças aos apoiadores e patrocinadores. Medir resultados garante a continuidade e construção de um histórico de eventos e servem como argumento sólido para justificar sua continuidade.

Indicadores de mensuração de resultados na pesquisa de satisfação

Antes de emplacar o questionário referente à pesquisa de satisfação, tenha em mente os aspectos a serem medidos. Só assim você consegue refletir de forma metódica sobre os resultados apontados.

Alguns locais comuns para a definição das suas metas com eventos são:

  • gerar receita;
  • criar oportunidades de vendas;
  • formar uma comunidade;
  • obter novos leads.

Mas não se prenda apenas a eles! Cada evento tem um propósito e sua estratégia deve contemplar a medição desta meta.

A venda de ingressos, o número de participantes e o retorno sobre investimento (ROI), são alguns aspectos capazes de gerar dados. Entretanto, há um mundo de possibilidades de monitoração do pré ao pós evento.

balões de fala vermelho, amarelo e verde, sendo o vermelho triste, o amarelo neutro e o verde feliz, ilustram texto sobre pesquisa de satisfação em eventos

Observar o desempenho de suas ações de marketing, o que interessa aos seus participantes e o que afasta a sua audiência, por exemplo, é uma forma de gerar dados. Essas informações podem ser obtidas em tempo real e utilizadas de maneira útil.

Estabelecer objetivos menores é uma boa estratégia e permite a análise assertiva. Você pode classificar os seus objetivos em áreas maiores e subdividi-las em menores.

Digamos que o objetivo é analisar a estratégia de marketing nas mídias sociais.

Você pode subdividir esta categoria em:

  • elevar o número de visitas de seu site;
  • ampliar o alcance de suas publicações no Facebook;
  • conquistar maior interação no Twitter, etc.

Através da medição de resultados é possível avaliar a imagem das marcas envolvidas, o que garante a credibilidade e reputação do evento.

Maneiras efetivas de medir os resultados de seu evento

Mensurar a satisfação do cliente é um aspecto menos tangível que lidar com custos e benefícios econômicos diretos. Porém, o maior ponto de sucesso do evento é fruto, justamente, desta análise.

Uma pesquisa de satisfação eficiente aborda, também, este aspecto – e permite que a cada evento a expectativa de seus participantes seja superada, conquistando excelência e resultados sólidos.

Algumas formas efetivas de mensurar resultados de eventos são:

  1. Avaliar dados estatísticos (número de participantes, números de contatos obtidos, venda de produtos);
  2. Realizar uma reunião com os envolvidos na organização – fornecedores e parceiros, para que se considere suas observações em outras edições;
  3. Coletar sugestões, comentários e opiniões através de questionários;
  4. Conversar com os participantes a fim de observar sua experiência e satisfação.

A Data Goal disponibiliza coleta de dados inteligente, avaliação de pesquisas e soluções para várias aplicações. Conte conosco para conquistar o mercado!