Metodologia de análise de dados quantitativos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

A metodologia de análise de dados quantitativos trabalha com um volume maior de informações que podem ser comparadas entre elas. Por isso, a alta quantidade de dados é uma exigência sine qua non da metodologia, pois só com ela é possível detectar, nos resultados, diferenças e padrões significativos. 

No método quantitativo, os dados são recolhidos a partir de questionários e formulários aplicados a um determinado grupo de pessoas. Com as informações reunidas é possível gerar gráficos e tabelas que, posteriormente, serão objeto de análise e interpretação para facilitar resultados, conclusões e estatísticas. 

Para entender melhor o método, no entanto, é preciso compreender suas singularidades. Ou seja, como é aplicado e em quais situações tal aplicação é apropriada, entre outros fatores. Pensando nisso, destacamos, neste post, as principais considerações sobre a análise de dados quantitativos em coleta de dados. O objetivo é auxiliar gestores de pesquisa na tomada de decisão pelo melhor método à sua finalidade.

Como aplicar a metodologia de análise de dados quantitativos

Para a metodologia de análise de dados quantitativos, em primeiro lugar, é necessário definir a amostra para a qual serão aplicados os formulários e questionários. Isso, claro, vai depender do objetivo da pesquisa. Sendo assim, é importante avaliar quais são as características relevantes do público, no intuito de encontrar os entrevistados ideais. 

Sendo necessário escolher adequadamente as pessoas que serão entrevistadas, é indispensável o desenho de uma amostra probabilística. Nela os entrevistados são escolhidos por meio de um sorteio, ou por cotas, em que se destaca as características expressivas de um determinado grupo. 

Nesse momento, também é relevante planejar o tamanho da amostra – e de que modo serão selecionadas as pessoas que irão contribuir com a coleta de dados. Dessa maneira, deve-se pensar na margem de erro, ou seja, indagar-se a respeito da proximidade do resultado em relação à população em geral. E, para calcular o tamanho da amostra, existem equações específicas que garantem assertividade.

Por fim, na fase de análise de dados, deve-se considerar alguns tipos de estratégias de investigação. Na análise de conteúdo, por exemplo, após a realização da coleta de dados, é feita uma interpretação sistemática e objetiva das informações obtidas.

Já em outra técnica, denominada comparação constante, compara-se os dados novos constantemente. Nessa metodologia, assim que são coletados, os dados são colocados em comparação com os que foram coletados anteriormente. Em todos os casos, uma boa ferramenta de coleta de dados é muito importante para garantir uma pesquisa afirmativa.

Em que tipo de pesquisa a metodologia quantitativa se aplica melhor? 

A análise quantitativa é apropriada para determinados tipos de pesquisa, como as pesquisas eleitorais que são feitas por longos períodos. Nestas, há diversas investigações sobre os comportamentos e, principalmente, intenções de votos da população. A metodologia considera que fenômenos sociais podem ser explicados por meio de generalizações e indicadores comuns. 

Além das práticas eleitorais, a análise de dados quantitativos também é útil para pesquisas de opinião pública. Assim, a partir da escolha de um determinado assunto, e aplicando os formulários e questionários ao grupo objetivado, é possível inferir opiniões sobre um tema específico. 

Para consultas de mercado, a metodologia quantitativa também é relevante. Nesse caso, procura-se averiguar informações sobre um segmento bem específico. Aplicando as enquetes devidas e utilizando uma boa ferramenta de coleta de dados, é plenamente possível descobrir informações expressivas sobre o nicho almejado. 

Utilize boas ferramentas de análise de dados quantitativos 

A metodologia influencia diretamente na abordagem e no tipo de perguntas que serão feitas em entrevistas de qualquer natureza. Em contrapartida, um método ineficiente para determinado escopo pode arruinar a análise de dados e oferecer informações inconclusivas. 

Por isso, para garantir uma boa análise de dados, é necessária uma ferramenta eficiente, além de uma consultoria e suporte totalmente em português, tais como são oferecidos pela Data Goal. 

Com as soluções do aplicativo de coleta de dados, que entende as necessidades e especificidades da pesquisa de campo, é possível garantir análises assertivas, prever intenções de voto em caso de pesquisas eleitorais, por exemplo, e entender comportamentos e satisfação dos clientes quando aplicadas pesquisas de mercado. 

Ficou interessado? Clique aqui para conhecer mais soluções da Data Goal. 

Para saber mais e se aprofundar na análise e coleta de dados, acesse nosso blog e confira conteúdos exclusivos sobre metodologias de pesquisa e inovações para melhores resultados.