4 erros que você não pode cometer no software de pesquisa eleitoral

Com os ânimos a todo vapor, o Brasil vive, esse ano, mais uma disputa eleitoral. Em virtude da pandemia, candidatos, partidos e eleitores estão presenciando um marco histórico na política, buscando opções que possam representar a população nas tomadas de decisões do país. O software de pesquisa eleitoral tem um importante papel nesse evento, tanto para a população, quanto para quem vai pleitear algum cargo público.

Afinal, é a partir dos resultados que os partidos vão conhecer a realidade das regiões e montar estratégias e ações para atrair a atenção dos eleitores e, principalmente, sua intenção de voto.

Mas se você acha que pesquisa eleitoral é apenas formular algumas perguntas e sair de casa em casa entrevistando as pessoas, saiba que não é bem assim. Além da aplicação da metodologia, é preciso entender que a forma de comunicação  mudou bastante, trazendo as redes sociais como a grande protagonista desse momento, como difusora instantânea de informação e influenciadora da opinião dos eleitores.

Uso de aplicativo na pesquisa eleitoral

Foi o tempo em que papel, caneta e milhares de entrevistadores nas ruas eram a única forma de fazer pesquisa eleitoral. Com o desenvolvimento da tecnologia, hoje é possível garantir resultados factíveis, utilizando apenas o celular. Contudo, é preciso ter cuidado na hora de escolher a plataforma e pagar por algo pouco confiável.

Nesse sentido, apresentamos 4 erros que você não pode cometer no software de pesquisa eleitoral:

Deixar de realizar a entrevista por não ter internet

O fato de usar uma tecnologia avançada como um software não significa,  necessariamente, que o dispositivo necessite estar conectado à internet. É possível, por exemplo, que você esteja em uma localidade distante, cuja conexão é ruim, mas fazer a coleta de dados através do sistema offline.

Com essa forma de coleta de dados, os formulários são baixados no smartphones ou tablets e aplicados manualmente. Após o preenchimento, basta ir para algum lugar com conexão à internet, baixar o formulário e compilar os dados.

Depender do setor de TI para realizar a pesquisa

Um software que depende da ajuda de um programador para criar um questionário digital não é viável, já que é preciso manter o especialista durante todo o processo eleitoral.

O ideal é que o aplicativo tenha interface amigável e intuitiva, em que o próprio candidato e sua equipe desenvolvem o questionário e façam o envio para o público amostral.

Dispensar recursos de combate à fraude

Não é porque a pesquisa está sendo aplicada por meio de um software que as fraudes não irão acontecer. É preciso lembrar que todo o processo proporciona recolhimento de informações e a manipulação dos dados podem acontecer por inúmeros motivos, como:

– má índole do profissional; 

– preenchimento errado do questionário; 

– não fazer entrevistas nas áreas demarcadas;

– não respeitar as amostras definidas, entre outras formas que podem adulterar o resultado e prejudicar a tomada de decisão.

É claro que esse tipo de fraude inviabiliza a pesquisa eleitoral, apontando direcionamentos errôneos para a campanha dos candidatos. Nesse sentido, o software deve conter recursos de combate a fraude, como:

  • Monitoramento da localização das coletas realizadas por GPS;
  • Indicadores de produtividade média individual e por equipe;
  • Gravação de áudios das aplicações;
  • Banco de dados para produção do relatório final no mesmo dia.

Impedir a visualização da base de dados

Em uma pesquisa tradicional (feita com formulários em papel), o acesso ao banco de dados é bastante demorado, já que é preciso concluir todos os formulários, jogar as respostas em uma planilha eletrônica e tabular os dados.

Com um software de pesquisa eleitoral isso não é mais necessário. No entanto, a aplicação deve permitir visualizar e exportar os dados das entrevistas realizadas até o momento quantas vezes forem necessárias. 

Talvez você não tenha se dado conta, mas alguns erros no software de pesquisa eleitoral podem prejudicar toda a sua campanha para o pleito de 2022. Por isso, considere utilizar a solução desenvolvida pela Data Goal. 

Temos uma plataforma dinâmica e completa que vai te ajudar a planejar, executar e estudar sua estratégia de maneira simples, fácil e intuitiva. Entre em contato com a Data Goal para mais informações e faça um teste gratuito da nossa solução.