Quais são os instrumentos de coleta de dados de pesquisa?

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

A coleta de dados de pesquisa é um processo de apuração de informações para comprovar uma problemática levantada. Para isso, são desenvolvidas técnicas de averiguação. A pesquisa é, geralmente, o primeiro passo para dar início a uma coleta de dados.

Como existem inúmeras metodologias de pesquisa disponíveis, elas são geralmente distribuídas entre categorias de pesquisa quantitativa e qualitativa

A pesquisa quantitativa leva em consideração o número, contabilizando a impetuosidade e a periodicidade dos dados, sem ter contato mais profundo ou pessoal com as respostas.

A qualitativa, como já diz o nome, preza pela qualidade das informações; ou seja, requer um aprofundamento maior – e, por conseguinte, a melhores técnicas de interpretação. 

Os instrumentos de coleta de dados de pesquisa são as ferramentas que farão parte do processo de coleta, levantamento e, por fim, tratamento das informações e divulgação dos resultados. Para cada tipo de pesquisa é recomendado um instrumento de coleta diferente.

Instrumentos de coleta de dados de pesquisa e como utilizá-los

O agrupamento de dados tem como principal função direcionar o sentido pelo qual a pesquisa deve seguir. Esse recolhimento pode ser feito de diversas formas, dentre as quais podemos citar: 

Observação

Observar é uma técnica utilizada para inúmeras finalidades, desde os primórdios da vida na Terra. Através da observação, podemos visualizar e contestar os fatos com eventual clareza. 

A observação, como instrumento de coleta de dados, é feita através do treinamento de observadores, pessoas responsáveis por fazer as considerações necessárias durante a coleta de dados. 

O levantamento de informações pode ser feito de duas maneiras: com a observação participante ou com a não-participante. A diferença entre elas é que, no primeiro caso, o observador faz suas considerações em relação ao assunto abordado na coleta. No segundo caso, ele não interfere no recolhimento dos dados e atua somente como analisador. 

É recomendado, para a realização de sua pesquisa, padronizar a forma de apuração dos observadores, para que não existam divergências significativas no resultado final da coleta. 

Entrevista

Outra ferramenta eficiente para coleta de dados de pesquisa é a coleta por entrevista, procedimento que se baseia no diálogo entre o pesquisador e o entrevistado. 

Para a realização desse método é preciso se dedicar à idealização e formulação de perguntas. A entrevista pode sofrer variações durante o processo, já que a conversa, mesmo a partir de um roteiro, pode levar o pesquisador a desenvolver outros questionamentos.

Questionários

Para o uso dessa ferramenta você precisa voltar no início e pensar: qual é a problemática em questão? A partir disso, deve desenvolver as perguntas que farão parte do seu questionário.

A forma como esse instrumento de pesquisa será desenvolvido fica a critério da pessoa que está coletando os dados – além também da forma de aplicação, que pode ser feita tanto pessoalmente quanto via internet.

Os questionários podem ser constituídos de perguntas abertas (que geralmente rendem mais discussão), fechadas (que são mais diretas) ou mistas (quando conta com perguntas abertas e fechadas).

Análise de materiais ou documental

Esse procedimento trata conteúdos já existentes, esteja o material para análise disponível em livros, artigos, fotos, documentos ou relatórios arquivados. 

A partir deles é possível comparar a diferença entre dados de diferentes épocas ou constatar semelhança de informações ao decorrer do tempo, visando sempre o tratamento do máximo de dados possível. 

Quais são os principais focos na coleta de dados?

Para que uma coleta de dados seja realizada com sucesso, é importante se atentar a alguns fatores que influenciam diretamente no bom desenvolvimento da pesquisa.

É importante, por exemplo, entender o nível de conhecimento dos seus entrevistados sobre o tema em questão, já que é impossível conseguir bons resultados se a pessoa não sabe do que você está falando.

Além disso, é essencial criar o hábito de sempre averiguar a confiabilidade das informações e a padronização de seu recolhimento, para evitar problemas de análise durante as etapas finais.

A coleta de dados, seja para um pesquisa eleitoral ou qualquer outra finalidade, é um processo demorado e que requer atenção. Para não errar em nenhum ponto dessa tarefa a empresa pode contar com a ajuda de uma ferramenta de coleta de dados. É aqui que a gente entra.

A Data Goal pode encontrar, com você, a melhor metodologia de pesquisa para a sua finalidade específica. E o melhor: a partir de um investimento que certamente cabe no seu bolso. Para saber mais, entre em contato com a nossa equipe!