LGPD e Segurança da Informação na coleta de dados: 3 boas práticas

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Com a Lei Geral de Proteção de Dados, novas preocupações e medidas se tornam necessárias para garantir a segurança da informação na coleta de dados. Dessa forma, as empresas, ao executarem uma pesquisa de coleta de dados, precisam adequar a determinadas práticas que fazem parte da regulamentação.

A lei estabelece uma série de regras com o objetivo de proteger os dados pessoais, visando a integridade da informação da pessoa física. Além disso, almeja garantir que os dados sejam utilizadas somente para os fins que foram explicitados e autorizados anteriormente. 

Diante disso, é preciso sanar as dúvidas existentes sobre o funcionamento da LGPD e segurança da informação na coleta de dados, em razão das empresas que trabalham com qualquer tipo de pesquisa precisarem atentar-se às suas regras, adotando boas práticas para que se mantenham regulamentadas. 

1. Consentimento, transparência e adequação

Em primeiro lugar, a empresa, ao realizar uma pesquisa, precisa ter o consentimento de quem vai divulgar seus dados, além de coletá-los por meios legítimos. Tal permissão deve ser livre, isto é, de maneira voluntária e especificada às finalidades da pesquisa.

Ao buscar o consentimento, o pesquisador deve informar ao integrante o uso que fará de seus dados pessoais e quais especificamente serão utilizados. Também deve passar ao entrevistado o nome, endereço e informação de contato que podem ser do próprio pesquisador ou da empresa que realizará a coleta. Isso é feito para que, caso necessário, o participante possa procurá-los em determinadas situações.  

No caso de pessoas com menos de 18 anos, a permissão para o tratamento e potencial divulgação dos dados deve ser fornecida pelos pais ou responsáveis. Com essas medidas o cidadão passa a ter mais controle sobre o destino de suas informações pessoais. E a empresa, por sua vez, fica devidamente adequada à regulamentação

2. Manter os dados exatos e atualizados 

Para a pesquisa e a coleta de dados, a empresa e o pesquisador precisam se atentar à exatidão dos dados. Desse modo, os questionários que serão aplicados devem ser testados anteriormente à execução, para certificar seu funcionamento e minimizar o risco de possíveis erros. 

Além disso, devem ser realizados controles de qualidade em todas as etapas da pesquisa. Assim, assegura-se que os dados coletados estejam certos e atualizados. 

3. Proteção dos dados

Além do consentimento e atualização, é dever da empresa proteger os dados, visando a segurança da informação. Dessa maneira, o pesquisador precisa garantir que o material coletado não será rastreado e/ou usado para fins não acordados. O não cumprimento disso deixa a empresa sujeita a punições, feitas a partir das fiscalizações por parte da Autoridade Nacional de Proteção de Dados.

À vista disso, quem está coletando precisa certificar que as práticas da empresa estão adequadas e verificar se as tecnologias utilizadas estão em conformidade com a lei. O sistema de coleta de dados da Data Goal, por exemplo, já está cumprindo, com todos requisitos, garantindo regularidade às pesquisas. 

Como os gestores devem se preparar para a LGPD e Segurança da Informação na coleta de dados?

Os gestores das pesquisas ficam encarregados de preparar os colaboradores e passar as informações necessárias para a equipe de campo. Em primeiro lugar, deve-se desenvolver procedimentos internos padronizados, para que todos cumpram com as regulamentações e objetivos.

Além disso, é preciso realizar um treinamento com a equipe para explicar a legislação e suas normas de conduta, de modo que todos saibam com detalhes as eventuais modificações no funcionamento das pesquisas e as políticas adotadas pela empresa. 

Os gestores também devem supervisionar os colaboradores, atendendo a dúvidas, além de monitorar as atividades para certificar de que todos estejam cumprindo com suas responsabilidades. 

Para mais, contar com ferramentas de coletas de dados devidamente alinhadas à lei colabora com esses procedimentos da empresa. É isso que o aplicativo Data Goal pode fazer por você. Entenda o funcionamento dessa solução para coleta de dados alinhada à LGPD clicando aqui